Reader Comments

Mulher, Simplesmente Senhora.

by Giovana da Cruz (2018-09-20)


Mulher, Simplesmente Senhora.

Ainda mas com a correria do mundo moderno, onde se precisa trabalhar, cuidar da vivenda, filhos e ainda ser a mulher perfeita, aquela que seu marido continuamente sonhou. amplo leque de formas pelas quais a senhora pode ser agredida pelo cônjuge demonstra a relevância do fenômeno estudado, tornando patente quanto as mulheres agredidas sofrem, muitas vezes sem oportunidades de sair da situação em que se encontram.

E é uma espera feita de tanta passividade, que só depois muito guerrear ela consente em se colocar à janela, à espera de um homem, satisfazendo libido da mãe, que queria vê-la casada. Em defesa das mulheres de verdade — sem retoques de Photoshop —, as irmãs gêmeas Anne-Sophie Marie-Aldine Girard decidiram redigir um livro para falar do objecto.

A beleza (a sua beleza!) foge das substâncias químicas que preenchem a perseguição pela estética excelente. Apesar de todos os acontecimentos do enredo, Aurélia consegue subsistir seu amor, diferentemente da personagem Luzia que não consegue viver seu paixão e acaba morrendo de uma forma trágica, porém heroica.



Luzia não se detém ao ritmo das costureiras atitudes de mulheres de sua época, ela cria sua historia sem pavor de buscar a secção que melhor lhe cabe na defesa de sua persona e de sua família, no trabalho sólido e árduo, no drama dos retirantes, na vingança do varão e mulher sertanejos que dão à vida buscando a vida.

Vamos poder com uma estudo mais aprofundada ver que enquanto Bertoleza aparece no livro como negra, Rita Baiana é mulata, ela é mulata, a mulata, ela é caracterizada como bela, sensual excelente e perfumada e a negra retinta, feia, suja e ligada ao lado pejorativo do trabalho para na imagem da primeira personagem que estudamos.

A longevidade do relacionamento é outro fator que inibe a senhora de transpor de um relacionamento violento. Homens e mulheres escondiam suas imperfeições da pele debaixo de várias camadas de pintura branca. Nos comparamos com aquelas mulheres que vemos que continuamente dão conta de tudo e um pouco mais (principalmente nas redes sociais!) sem nunca se estressar e estando sempre perfeitas.

Ao tratar do perfil feminino de Aurélia de José de Alencar e Luzía-homem de Domingos Olímpio traçamos e analisamos a partir de uma busca analítica comparativa realizada a partir dos pensamentos dos teóricos Antonio Candido, (2006), Bosi (1994) e Douglas(1990) Como foram construídas suas personalidades femininas desencadeando um possível paralelo entre essas duas personagens, as quais são de extrema relevância particularmente no vista da construção da personalidade feminina focados neste presente artigo.



Porém elas conseguem entrar no planeta público, como agentes da tirania se utilizando da lascívia, segundo os historiadores romanos, as mulheres são capazes de se utilizar do corpo para uma política tirânica. Nessa concepção a violência contra a mulher torna-se um fato visto como irreal de não subsistir na sociedade (KOLLER, 2006, GROSSI, 1994 apud SOUZA; ROS, 2006).

Se fizermos uma analogia desse processo em curso com a vida da personagem cá citada, notaremos que João Romão representaria a burguesia e Bertoleza os explorados que dariam lucros com o propósito de esses crescessem economicamente, " taverneiro nunca tivera tanta mobília" (p.16) , quando é citada a sentença " vendeiro" vamos poder examinar , nessa risca também que a burguesia crescente também era mercador.

Com bastante humor, a história reflete sobre os valores da maternidade e se existe mãe maravilhosa. Mas não é isso que vai te tornar a senhora dos sonhos de um varão. Apesar de suas características masculinas Luzia é uma mulher formosa que chama a atenção pela sua formosura rustica e se destaca por ser uma senhora que não se submete ao contexto da idade, onde as mulheres eram subservientes aos homens.

A busca deixa evidente que desenvolvimento da senhora em contexto histórico, da literatura e de livros escritos por ela, deve verdadeiramente cooperar imensamente no processo de desenvolvimento da mulher contemporânea. E no instante em que ela se encontrara neste jardim, oficial da marinha com quem ela na vida em vigília falou ao marido que havia sentido desejo, apareceu e eles transaram, não somente com ele, porém segundo Alice, transou com muitos homens.

Afora isso, as três se envolvem em uma trama com Gwendolyn James (vivida por Cristina Applegate), presidente de um parecer qualquer da escola onde os filhos de todas elas estudam e que está continuamente às voltas com intrigas entre suas parceiras Vicky (Annie Mumolo) e Stacy (Jada Pinkett Smith), criticando os desdobramentos de Amy como mulher e inventando um milhão de situações absurdas para transformar as crias em infantes perfeitas”.



Terezinha é um exemplo de submissão ao amor, pois era avesso de Luzia ”branca alourada, bem parecida de face e muito feita de corpo, uma maravilhosa relação entre seu planeta físico e xoxotas arreganhadas seu mundo interior, tema negativo foi sua vida irregular que por conta da dificuldade a fez se submeter a zona, sua desgraça.

Na perpectiva de FERREIRA, Maria L. R. (2012), diz que, por viravolta do século XX esta situação compreendeu alterações baseado na leitura que autorizam uma visão diferente das suas teses, nomeadamente no que respeita à consistência interna das mesmas, isto é, uma mutação nas relações entre a filosofia e as mulheres, desta forma surgem os movimentos feministas que então ganham força, sobretudo nos EUA, França, Inglaterra, entre muitos outros países.